Dança do Carimbó

DSCF2507

Carimbó é uma dança de roda do litoral do Pará considerada como uma dança de gênero, tem origem indígena que miscigenou-se com a cultura africana e também com a cultura portuguesa. Uma dança que apresenta influência de três povos, africana pelos batuques, a indígena pelos instrumentos musicais – chocalho e banjo – e por último a portuguesa pelos gestos e ato de estalar os dedos.

A composição para a dança é apresentada em pares, inicia com duas fileiras de homens e mulheres, quando a música começa, os homens vão em direção ás mulheres, as quais convidam para a dança através das palmas, que acompanham o ritmo do tambor. Os pares se formam e giram continuamente formando um grande círculo de pares, o giro é contrário ao ponteiro do relógio. A dança apresenta movimentos com o corpo curvado para frente e com o pé marca-se acentuadamente o ritmo acelerado e vibrante das batidas dos tambores. É uma dança de roda mas também uma dança solista, permitindo uma performance mais livre com liberdade para dançar.

Para a dança usa-se roupas coloridas, os homens usam blusas abertas e amarradas na altura da cintura e calças de panos dobradas até o joelho. Já as mulheres usam saias compridas e floridas. Ambos fazem a apresentação descalços.

É um ritual com diversos instrumentos e cantos.