Ensina-me a te respeitar

_V6A1276_ensinameaterespeitar

Um dia me perguntaram se já chorei ao ver uma paisagem, e logo me veio a cabeça duas imagens, a primeira quando avistei de frente a Torre Eiffel e a segunda quando percebo pela janela do avião o Rio Amazonas e Tapajós. Divago com o olhar entre as curvas e linhas que perpassam pela Floresta Amazônica como se tivessem ouvidos e pudessem dançar ao som da natureza, torcendo e retorcendo no infinito.

E ao mergulhar no Rio Tapajós, envolvida pela sua sedução, descobri sua força e grandeza, parecia que estava em alto mar, e se não fosse a “Iara”, ele poderia ter me engolido.
Existem alguns protocolos da natureza que estão fora do contexto da sociedade civilizada, um deles, que eu aprendi, foi pedir permissão.

Permissão para entrar no Rio, para entrar nas comunidades. A natureza quer saber se você está preparado para respeitá-la, desse modo, ela ensina as comunidades ribeirinhas a viver!